Saiba como escolher o pneu certo para seu Veículo

O que é preciso conhecer na hora de escolher um novo pneu para seu veículo?
Verifique a aplicação correta do produto de acordo com o tipo de serviço, além de observar as informações técnicas de índice de carga (capacidade de transporte), índice de velocidade (velocidade máxima recomendada).
- Considere as informações disponíveis existentes no pneu, tipo de eixo em que o pneu será aplicado (direcional, tração ou livre) e garantias disponibilizadas pelo fabricante.
Veja o que significa as letras e os números de um pneu de carga. A leitura da medida do pneu se faz da seguinte forma, como por exemplo, da medida: 275/80R22.5
• O número 275 indica a largura nominal da secção do pneu, em milímetros.
• O 80 indica a série ou o perfil do pneu, isto é, a relação percentual entre a altura e a largura da secção do pneu.
• O R indica que o pneu é de construção radial.
• O 22,5 indica o diâmetro interno do pneu, em polegadas (= diâmetro do aro).
 

Pratique o rodízio dos pneus a cada 5.000 km.

Efetue o rodízio dos pneus conforme as indicações abaixo:
·   Respeitar sempre o sentido de rotação, quando este for indicado nos pneus;
·   Respeite as regras estipuladas na legislação, ressaltando que pneus reformados e pneus desenhos diferentes não podem ser instalados no eixo dianteiro do veículo.
·   Recomenda-se o uso de estepe no rodízio.
·   Para que você possa transitar com segurança e saiba o momento exato de trocar os pneus, atente para os indicadores de desgaste, localizados no alto costado e marcados com símbolo ou as letras TWI.
·   Na direção dos indicadores, atente para as marcas em relevo na base dos sulcos.
·   Estas marcas indicam que o pneu atingiu o nível máximo de desgaste (1,6 mm de profundidade no sulco da banda de rodagem). Pneus nestas condições devem ser imediatamente substituídos, conforme determinação do Código de Trânsito Brasileiro, pois comprometem a segurança do veículo.

 

 

Contate a Interlogis no caso de dúvidas 

O foco da Interlogis – Planejamento das Operações Logísticas tem sido sistematicamente a busca pelo menor custo para o melhor nível de serviço logístico.

Por vezes isto se dá na logística interna. Neste caso desenvolvemos estudos das operações nos Centros de Distribuição e Almoxarifados, nas operações de Cross Docking, indicando os equipamentos mais adequados para o tipo de operação.

Muitas vezes estudamos a Logística Externa. Seja a logística de Entrada ou como a de Distribuição, envolvendo estudo de localização e frete. Tudo isto dentro de um grande espectro. Seja relativa à modal, tabela de frete, avaliação dos fornecedores, e sistemas de Gestão como os TMS.